quinta-feira, 6 de outubro de 2011

MALHAR E COMER!

Antes de ir para ao treino de hipertrofia (ganhar músculos) você não pode abrir mão de uma refeição leve, mas que garanta sua energia durante o treinamento. Isso é imprescindível uma vez que nosso corpo precisa de energia para gastar energia.
Curioso não?
Bem funciona da seguinte maneira. Para que a gordura seja queimada e transformada em tecido protéico (músculos) nós precisamos ter glicose disponível na nossa corrente sanguínea (é dessa energia que eu falo acima). Por isso precisamos de uma refeição rica em carboidratos imediatos (mel, geléias, pão branco, biscoitos, etc) e de fácil digestão, que não sejam fontes de grão e fibras, por que é isso que vai retardar o esvaziamento gástrico e em conseqüência o tempo que a glicose vai demorar a chegar à corrente sanguínea.
Mas por que precisamos de glicose (carboidrato) para queimar a gordura? Não seria mais fácil não ter carboidrato na corrente sanguínea para queimar mais gordura ainda?
 De fato é essa a associação que as pessoas fazem quando optam por não se alimentar por longos períodos e realizar atividade física em jejum. Infelizmente esse pensamento está completamente errado e pode levar a mal estar instantâneo, e até a problemas futuros.
Por que?
 Nosso organismo é perfeito e funciona em total harmonia. Vamos pensar assim: Ingerimos mais alimentos que nosso corpo precisa, e desse modo, armazenamos isso na forma de gordura (tecido adiposo) em varias partes do nosso corpo (coração, veias, artérias, barrinha, culotes, braços, enfim). Para que esse tecido adiposo seja “queimado” e convertido em músculos (massa magra) ou energia, é preciso ralar muito, e se alimentar corretamente garantindo que teremos a energia necessária proveniente de fonte adequada (glicose)  para queimar a gordura armazenada.
Se formos realizar uma atividade física em jejum o que vai acontecer dentro do nosso corpo?
Bem entendendo que não tem glicose em nossa corrente sanguínea nosso organismo vai “economizar” energia, utilizando nosso músculo para gerar energia durante a execução das atividades. Assim vai queimar menos gordura, uma vez que utilizará o músculo (proteína) como fonte de anergia.
Por que ele faz isso?
Por que a nossa reserva de energia proveniente de gordura como mencionada acima, foi produzida para ser utilizada em um momento de estresse extremo, onde todas as fontes de energias proveniente de carboidratos e proteínas, respectivamente, já foram esgotadas.
Não está claro? Vamos tentar novamente: Somo trabalhadores em uma lavoura, e estamos colhemos o nosso alimento para nos fornecer energia, certo?! Então para que tenhamos força (energia) para colher nossa próxima energia, precisamos estar alimentados.
Ou seja o pensamento de que falamos no inicio do texto está correto, entretanto apenas quando você for vitima de uma tragédia e esta sob escombros sem se alimentar por vários dias, então sim sua gordura será fonte de energia, mas infelizmente nesse momento você já estará sem glicose e sem mais nenhuma proteína no corpo. E por fim para manter nossos órgãos vitais vivos, converteremos a gordura em carboidrato  para fornecer energia. Uma vez que por exemplo: nosso cérebro só funciona com glicose como fonte energética.
O que essa historia assustadora tem haver com seu treino de musculação?
Tudo. Para produzir massa magra precisamos de glicose circulando na corrente sanguínea, dando energia ao músculo para a execução dos movimentos, e assim produzir hipertrofia, ou seja, aumentar o tecido muscular.
Seja paciente, cada corpo ter seu tempo!